Reciclagem de Pensamentos

Há uma abundância de conhecimento em nosso universo explorado, tanto quanto há átomos em seu corpo. Os processos de conhecimento transcendem a experiência humana e nos tornam condicionados ao nosso meio de vida. A sociedade forma o conjunto de morais e de cultura, os quais são nossos maiores formadores mentais. Levando em consideração, somos aquilo que vivemos. A caixa de pandora é nossa experiência, portadora de todos nossos conhecimentos e de todos nossos males!

Caro leitor, gostaria de refletir a linguagem do pensamento, indagando a formação de nossos sentidos primordiais, ou seja, a subjetividade da vida. A linguagem transmite os conceitos, os juízos e os raciocínios do pensamento, mas a vida nos apresenta o produto dos pensamentos por meio de experiências corpóreas ou mentais. Não necessitamos necessariamente ser conscientes para fazermos aquilo que somos condicionados, o termo reciclagem de pensamento surge desse ponto, o fato de fazermos coisas fora do que fomos condicionados nos remete a isso. Um exemplo simples: Uma experiência extasiante, dançar. Se um homem condicionado a ser forte, rígido e repetitivo ao cuidar de uma fazenda for dançar pela primeira vez, seu pensamento irá associar toda sua nova experiência ao que chamamos de estímulo-resposta, logo seu pensamento entra em um processo de aprendizagem e modificação de comportamento. Esse processo é ligado ao Behaviorismo, uma teoria e método de investigação psicológica que procura examinar do modo mais objetivo o comportamento humano e dos animais, com ênfase nos fatos objetivos (estímulos e reações), sem fazer recurso à introspecção. Retornando a subjetividade do viver, os sentidos primordiais refletem muito na nossa questão de introspecção, ou seja, utilizar de nossas experiências para remodelar nosso modo de pensar e de viver, reciclar nossos pensamentos.

“Os antigos textos védicos (Hinduísmo moderno) descrevem a consciência como um campo, algo que permeia tudo na natureza e que conecta tudo com tudo, mas isto que de alguma forma recebe uma expressão individual de consciência individual (expression of consciousness)  através do corpo humano.”

A construção de nossas respostas mentais está ligada diretamente às mudanças que experimentamos, essas instáveis mudanças repentinas não são advindas de nosso conhecimento a priori, e sim de nossa busca pelas respostas, a introspecção.

Leitor, tenha em mente um objetivo, busque por ele, nós não sabemos quem somos até buscar saber aonde vivemos e como vivemos. Se desprenda um pouco do condicionado, arrisque novos saberes, seja grato pelo conhecimento e pelas pessoas que lhe agregam, valorize aquilo que lhe faz bem e busque entender aquilo que lhe angustia. Busque novos aprendizados, RECICLE SEUS PENSAMENTOS! Não se prenda a um modo único de pensar e de ver as coisas. Tenha o maior número de experiências possíveis, experimente o novo, estude coisas novas e não apenas aquilo que lhe convém. Utilize-se de forma consciente e transcenda sua mente, a cada novo aprendizado um novo modo de pensar você irá descobrir, rodeie-se de pessoas que lhe agregue e que lhe faça tornar uma pessoa melhor, recicle seus pensamentos constantemente. Abra a sua caixa de pandora e viva tudo aquilo que puder, até que seus átomos aguentem.

Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de Talison Tecchio

Talison Tecchio

Talison André Tecchio, natural de Concórda-SC nascido em 06/10/1998. Atua como colunista na área acadêmica do site e também como editor/produtor e organizador do canal do youtube filosofia do cotidiano.Formado como técnico em Agropecuária no Instituto Federal Catarinense (IFC) concórdia e atualmente cursando Medicina Veterinária no IFC- campus concórdia. Além das ciências naturais tem Interesses de leituras nas áreas de psicologia, antropologia e astronomia.

Pular para a barra de ferramentas