Por que você corre?

Não corra a 100 km/h para chegar o mais rápido se você sabe que estacionará no meio do caminho.

Carros estacionam, assim como pessoas. Algumas correndo em demasia, outras em uma reta nada perigosa.

Cada qual no seu percurso, cada um no seu trajeto. Eis que a meta de chegar onde se precisa é dada a cada um no seu máximo ou no mínimo desejo. Cada um põe a gasolina necessária ao seu caminho. Alguns na sua veloz corrida matando caminhos nervosos e turbulentos, atropelando quaisquer situações, ofensas e desafios.

Claramente observo a sua loucura, nada de olhar e enaltecer o belo, o simplório paisagístico ao seu redor, é nervosamente louco a sua condução em que não sente que perdes o controle nessa demência de chegar o mais rápido possível ao seu destino.

Ultrapassando tudo e a todos sem cabimento de respeito, atropelando vítimas, ensanguentando propósitos, sendo um sonhador embriagado nas pistas das suas vontades, é nervoso e matador.

Despercebendo que a sua rapidez nada será de ganhos por abusar do combustível sem cautelas. Chegara ao meio do caminho sem impulso, morrendo na pista dos esquecidos. Talvez sair do seu conforto e empurrar as suas dificuldades seria um desgaste, um cansaço construído por si.  Por sua escolha de ser o veloz no caminho da vida, fez que o seu objetivo de chegar mais rápido fosse desgastado pelo seu abuso exageradamente irresponsável. Correu-se muito sem cautela e perdeu-se na estrada vazia.

Enquanto isso, lá vem, logo atrás, o seu adversário cautelosamente responsável pelo seu caminho. Correu menos, correu responsavelmente tranquilo, sem pressa, sem erros, apreciando cada momento seu, apreciando a vastidão do seu mundo e das pessoas.

Não houve erros, houve conquistas, soube ceder ao seu tranquilo destino, deu parada quando foi preciso, sem medo de estar atrasado ou sentir estar atrasado. Deu caronas às vidas, as conheceu, partilhou de cada momento recebido dentro do seu movimento. Assim passou pelo seu adversário, aquele lá, o senhor veloz que achava que para alcançar os seus objetivos era necessário passar correndo e ir a mil e atropelar a tudo sem dedicar aos pequenos detalhes da sua viagem. Ali, esse faleceu de sonhos perdidos por sua própria irresponsabilidade.

Saiba que a gasolina da sua vida é valiosa, se não a usar com responsabilidade ela o deixará na mão. Faça dela o uso necessário, sem abusos e chegue ao seu destino sem danos.

Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de Myra Soarys

Myra Soarys

Intensa. Provocadora e sabe o quer. Adora Literatura de cordel e música boa. É pintora e desenhista. De personalidade forte. Um pouco impaciente. Expõe seus pensamentos. Os mais sadios e os mais doentios.

Pular para a barra de ferramentas