Pessoas: Engolir, mastigar ou regurgitar?

De tantos sabores pessoais, cada um como seu insípido, amargo ou doce conteúdo, sabemos que algumas se tornam engolíveis.

É um processo de mastigação impossível de ser aturado por nossas gargantas, ou não!

Existem os que aturam essa engolida desagradável, mastigando em excesso uma quantia desproporcional ao que se cabe dentro de si. Causando um rasgo de gargantas a fora.

Chegando ao processo de nosso estômago não aceitar um alimento pessoal tão desgostoso, cada um com sua quantia de dissabor ruim, e apodrecimento contínuo pessoal, nos fazem passar por uma breve fome necessária – porque se for para ficar de estômago ruim, melhor nem salivar por pessoas que não são “comestíveis”.

Em tempos que podemos escolher o que ingerir ou não. Não há fome por alimentos (pessoas) que nos fazem ficar desregulado internamente, isso é um processo de escolha. Ou mastiga e engole; ou regurgita o que não lhe cabe no estômago.

Alguns seres engolíveis, desproporcionam um desgosto interno, ofendendo nosso estômago. Causadores de uma úlcera maldita, conflitando nosso bem-estar, nos desfigurando internamente.

Saber lidar com uma mastigação desagradável e rígida é uma desavença com o nosso estômago.

Aceitar engolir em pequenos pedaços certos alimentos (pessoas) é um processo no qual devemos lidar todos os dias. Entretanto, não adianta tentar mastigar mil vezes um pedaço de carne cujo processo de dissolvimento não existe e muitos ainda insistem em engolir por inteiro, num processo de querer saciar uma fome ilusória, que unicamente você sabe que lhe trará mal.

Você tem o garfo e faca na mão. Um prato vazio? Ou repleto de pedaços de carnes duras e ressecadas?

O que se deve avaliar é o quanto o seu estômago aceita. Se empanturrar de falsos sabores é bloquear a passagem para os verdadeiros sabores da sua vida.

Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de Myra Soarys

Myra Soarys

Intensa. Provocadora e sabe o quer. Adora Literatura de cordel e música boa. É pintora e desenhista. De personalidade forte. Um pouco impaciente. Expõe seus pensamentos. Os mais sadios e os mais doentios.

Pular para a barra de ferramentas