Permita-se

Cabelo descolado, última moda, calçados de Paris. Tá apertada o Jeans… Estão incômodos os trajes, o som que, já não me cabe mais nos ouvidos…
A comida que mastigo por mastigar. O conteúdo que sigo sem saber pra onde vai.
A linha em que permaneço já se encontra torta, porém está em um equilíbrio, falso.
O que é ser um ser privado, próprio e único? Você se sente particular ou se vê como uma propriedade pública ao mundo?
Sente-se aqui amiguinho, sinta se a vontade. Derrame-se na nossa poltrona, tá confortável? Eu sinto seu acomodar-se, sua queda bruta no comodismo, na aceitação fácil, para ser permitida a esse meio humano.
O que lhe conduz a ser você? Suas verdades falsas, ou suas ludibriásseis reais?
Você sabe meu jovem, o que é criado pra aceitação pro mundo, não é sua aceitação. Nesse casamento. Só você, pois aliança sozinha, o outro lado… Muitas vezes, nem está aí, com seu compromisso de liberdade de escolhas.
Escolha…
Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de Myra Soarys

Myra Soarys

Intensa. Provocadora e sabe o quer. Adora Literatura de cordel e música boa. É pintora e desenhista. De personalidade forte. Um pouco impaciente. Expõe seus pensamentos. Os mais sadios e os mais doentios.

Pular para a barra de ferramentas