O vazio de uma bagagem cheia

Viajamos desordenadamente com certas bagagens desproporcionais a nós. Guardamos o que nos empata de nos locomover, mais precisamente coisas abusivas e de enfeite da carne. Assim seguimos rumo a um caminho cansativo por ter em nossas costas pesos desnecessários.

Parece difícil nos desajustar dessas bagagens que nos fazem prender a elas com seus afetos errados; vamos seguindo com uma falta de sossego e de forma cansada, mas mesmo assim, vamos seguindo. Nada, nesse exato momento, nos faz tirar esse peso entortador de almas. Parecemos felizes por termos uma mala ilusoriamente cheia, não tão básica e murcha, mas temos que analisar nossa sensação falsa de bem estar.

O tempo nos mostrará a curva errada da nossa coluna afetiva e quem sabe nos conserve para uma viajem com bagagem de bons agrados.

Veremos a nós adiante em uma estrada qualquer; nosso próprio incômodo sendo bem notificado em nossa estrutura. Sentaremos talvez, pois já não suportaremos mais dores lombares afetivas e ficaremos naquela fixação entre deixar tudo, abandonar aquele peso desnecessário e seguir adiante com minha alma limpa e com a minha única bagagem necessária.

Não só às vezes porem sempre, necessitamos retirar de nossas costas esse peso surreal que nos fazem tombar e curva para a dor.

Não só às vezes, mas sempre precisamos perceber que o que carregamos é pesado demais e doloroso e que nos fratura todos os dias, nos entorta fazendo com que nossa alma chore e nos abandone. Ficando nossa bagagem com o pior vazio.

Não há destruição pior e passageiro mais infeliz quando ele descobre que o que ele carrega dentro de si é inútil e descartável e o que ele nunca deu importância já não faz mais morada dentro da sua mala.

Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de Myra Soarys

Myra Soarys

Intensa. Provocadora e sabe o quer. Adora Literatura de cordel e música boa. É pintora e desenhista. De personalidade forte. Um pouco impaciente. Expõe seus pensamentos. Os mais sadios e os mais doentios.

Pular para a barra de ferramentas