Não tenha sonhos sem memórias

Sonhos… José os tem. Adolfo? Com certeza, porém, existe diferenças entre eles, cada qual sabe da sua fome de concretizá-los. Ou não… Entre os Josés que sonham e realizam, existem os Adolfos que morrem sem memórias.

Existem os Josés que sonham e formalizam suas vontades e existe os Adolfos que fabricam sonhos, mas não se utilizam deles, restando somente morrer “vaziamente”. Fabricar uma vontade e não concretizá-lo é um ato falho, construir vários caminhos e não poder caminhar por eles é desperdício. Fazer um cardápio e não se satisfazer e morrer na ansiedade da fome. Assim baseamos os nossos sonhos, viver sonhando e não fazê-los reais é desperdício do qual não vale sua vida, a ponto que o que vale no final é ter as memórias dos seus objetivos.

Chegar ao fim da vida, envelhecer e perceber que o que sonhaste, somente foi perseguição barata sem progresso é frustrante.

De alguma forma temos que ser os Josés, que sonham e sequestram suas vontades, é um rapto legal em que no final tudo dá certo porque existiu uma força maior de concretizá-lo e fazê-lo tangível.

Ser menos Adolfos é saber o quanto seus sonhos valem; é saber que eles (sonhos) permaneceram dentro de ti no fim da sua vida e que não serão unicamente uma utopia pobre dita da boca pra fora, meramente ilustrativa de uma vontade vazia sem fundamento.

Entre os Adolfos que fazem dos seus sonhos uma fruta de enfeite da qual nenhum sente o mero sabor. Os Josés sabem lidar com o caimento e o saborear dos seus objetivos, sabendo bem como deliciar-se e sentir-se satisfeito.

Ao contrário dos Adolfos que deixam seus sonhos apodrecer e não chegam a sentir o real sabor das suas utopias, deixando que, junto da sua carne, a terra o consuma rente aos seus sonhos.

As memórias dos sonhos concretizados serão, no seu fim, sua maior relíquia.

Aqueles que manifestam sonhos, mas nunca os concretizam, descobrem que a sua vida foi em vão. Tornaram-se Adolfos da vida em vez de Josés.

Que tal começar a ser mais José do que Adolfo?

Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de Myra Soarys

Myra Soarys

Intensa. Provocadora e sabe o quer. Adora Literatura de cordel e música boa. É pintora e desenhista. De personalidade forte. Um pouco impaciente. Expõe seus pensamentos. Os mais sadios e os mais doentios.

Pular para a barra de ferramentas