Engrenagem de Sonhos e Pesadelos – Eu crio, tu destróis, nós criamos e destruímos

Criar. Tornar realidade o imaginado. Traduzir em forma o objeto pensado.  Destinar ao sonho um sopro de realidade.

A criatividade habilita o homem a explorar o desconhecido com seus próprios neurônios—fábrica que tem o cérebro como único operário, é a arma cujo gatilho dispara jatos de prazer, e ao mesmo tempo, lágrimas de desolação – criar para recriar e criar para destruir.

A criatividade é a única ferramenta com a qual é possível reinventar o já inventado e dar sentido ao cotidiano, construindo possibilidades facilitadoras e, por vezes, arrebatando corações inocentes ao púlpito da guerra – eterno contraste a dividir humanos, meros mamíferos pensantes.

Fornecidas as bases contextuais da inteligência, a apropriação dos recursos em evidência após a explosão digital despenca nas mãos da raça que tudo coloniza – desde sempre, o jardim de consequências tem sido adubado com gotas de sabedoria, mas constantemente atacado pelas larvas da cobiça.

A tal passo é movida a máquina do mundo. Eu, tu, ele, nós, simplesmente humanos.

Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de Renan Schwingel

Renan Schwingel

Nascido em 2001, atualmente cursa o Ensino Médio no SENAI Concórdia. Tem expressado seu interesse pelo aprimoramento da causa educacional ao atuar como Jovem Embaixador pela FIESC desde 2015, sempre acreditando no poder da liderança e da reflexão.

Pular para a barra de ferramentas