Apetite

Sentir fome é algo inevitável. Porém, eu era um covarde que não aceitava ser alimentado. Eu tinha medo do seu abuso no meu corpo, “anorexiando-me” ao passar do tempo. Nem eu mesmo sabia o porquê desses acovardamentos, talvez eu tivesse medo de saber o quanto eu poderia me transformar sendo um ser de forças maiores que o meu próprio, logo de alguma forma eu preferia regurgitar as minhas forças, pois eu me sentia incapacitado de ser dono delas.

Sentia os sintomas da fraqueza em meu corpo, talvez eu soubesse o seu real motivo. Embrulhava-me o estômago motivado a ser forte, eu queria deliciar-me com os agrados sobrepostos à mesa logo em frente, mas, eu era incapaz de qualquer façanha na minha vida.

Meus desejos e sonhos eram fartos (grandes), mas a capacidade de fazê-los tangíveis era temida por mim. Quando me preenchendo me sentia incapaz de sentir o sabor dos meus sonhos, fazendo eu me amedrontar por consumir tantas conquistas impróprias para o meu ser, me sentia imprópria de engolir aquele sucesso planejado na minha mente, desejando assim nunca ser alimentado por nada.

Há muitos que desejam obter o sucesso, porém degustá-lo para alcançá-l0 é desconfortável para aqueles que sofrem do comodismo magro, a fome do sucesso embrulha mil tripas. Porém, o mesmo se sente incapaz de nutrir a si mesmo e se acovarda por achar inútil para obter seus sonhos fazendo com que seu corpo emagreça por falta de nutrição de desempenho. Esse era eu…

Aquele momento de fome era nítido, meus olhos visavam o cardápio frente aos meus olhos, porém, distantes das minhas mãos, eu não me ousava em deliciar aquele sucesso olfativo.

Caiam minhas expressões ao passar dos tempos. Sim, eu me decaía na preguiça de enfraquecer internamente. Meu corpo secado franzia-se a cada momento, o prato parecia conservado para minha loucura, sempre intacto de sabores à minha espera de garfá-lo.

Prestes a tomar a decisão, afrouxava meus olhos a procurar o banquete. A palidez do meu alimento (sucesso), a podridão dos meus desejos, o tempo consumiu por mim, estava às moscas em uma relação e fazendo o meu apetite morrer ali diante dos meus olhos.

Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de Myra Soarys

Myra Soarys

Intensa. Provocadora e sabe o quer. Adora Literatura de cordel e música boa. É pintora e desenhista. De personalidade forte. Um pouco impaciente. Expõe seus pensamentos. Os mais sadios e os mais doentios.

Pular para a barra de ferramentas