Amizade

Todo ser humano por mais solitário que seja em determinado momento de sua vida já desfrutou do poder de uma amizade.

Ao longo de sua vida você obteve amizades duráveis ou nem tanto. Independente do tempo, um amigo sempre vai marcar nossa vida e essas marcas, aos poucos conforme nossas experiências vividas, desde brigas bobas em época de colégio até casos de sociedades, nos negócios esses elementos vão construindo o conceito de amizade de um ser.
 
O primeiro contato com um amigo surge quando largamos o seio familiar e desbravamos o mundo. É quando me deparo com outros seres humanos, que podemos criar uma amizade. Existem coisas que não se reporta ou conversa entre membros familiares por motivos de intimidade, há assuntos que não serão tratados por causa do desconforto que poderá gerar.  Neste caso o amigo socorre em nossas aflições, dúvidas e dilemas que não podemos contar com o amparo de nosso vô, vó, pai, irmão ou irmã.
Quando criança, a pureza de nossas ações faz pensar que todos que nos rodeia é um amigo. A amizade entre crianças é pueril, um sentimento inédito sendo desfrutado de maneira simples e duradoura. Não é raro notar o choro de um filho pela ausência de seu amigo, o choro é a expressão de demonstração de tamanha importância representa a amizade, mesmo que para uma criança.
 
Na mocidade esses traços se intensificam, o grupo de amigos se torna uma característica forte, ele precisa de uma identidade. Diferente de quando vislumbrava com a vida na infância, hoje ele se considera parte do mundo e como parte ele precisa se integrar e os seus amigos lhe possibilitam tal situação. As decepções que irão ocorrer, fará com que se torne temerário diante os supostos amigos, os quais ele confia e destina suas aflições e receios. A partir deste golpe tomado, dependendo da profundidade, poderá acarretar futuros traumas e receios. Porque nesta fase o interesse pessoal, a rivalidade, o desejo aumentam podendo prejudicar o desenrolar de uma amizade.
 
Ao amadurecer seleciona-se de acordo o nosso valor, responsável por restringir o número de amigos. Na fase adulta a amizade se torna um meio, você não esta mais a procura de pessoas semelhantes, você as torna semelhantes. Seu colega de trabalho torna-se amigo, seu dentista, seu filho, seu funcionário, seu marido, sua esposa. Eles se tornam nossos bons amigos, pessoas que em um passado longínquo jamais imaginávamos que seríamos amigos.
 
E por fim é comum notar casais de idade avançada onde ambos ressaltam que de todas as amizades a que restou fora a do companheiro. E esta cumplicidade é o que alimenta a vontade de viver, os filhos seguiram seus destinos, os irmãos nunca foram próximos, os amigos alguns se foram outros não dão mais notícias. Tudo o que restou foi aquele cujo você escolhe para viver o resto de sua vida e porque não chamá-lo de seu melhor amigo.

                                                                               por Yuri Lawrence de Oliveira Carvalho

Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de admin

admin

Perfil para publicação de artigos esporádicos e com temas diversos.

Pular para a barra de ferramentas