A reserva do tempo

         Bom dia ou não tão bom
hoje acordei com coragem e vou brincar
saí da minha ilha em direção ao rastro da esperança
mas que estranho minhas pernas estão pesadas!!
mas sinto que a sabedoria flutua
apurei a intuição e lá vou eu com meu alforje de caçador
caçar sonhos e compreensão
vem gente atrás querendo passar
mas não os enxergo
quando passam não me veem
na rua sou invisível
em casa sou notado mas não sou assistido
aquele velho álbum já não me faz falta
aprendi a guardar o amor de meus pais na lembrança
esta foi a minha herança
tento fazer o meu caminho
já dei muito e recebo pouco
tento ser mais forte que as migalhas
me ensinaram a ser bom
minha voz sai mas não chega
e lá no alto
no Deus que me fizeram crer
lá sim ecoa meus últimos sussurros
o colorido das minhas cápsulas é maior que o brilho das estrelas
tenho saudades até do que ainda não passou
hoje um milagre aconteceu
estou sem dor e recebi um pouco de amor
meu jardim é secreto como o meu medo de falar
perdi o direito de errar e de reclamar
está difícil acertar
que maravilha chegou a páscoa o natal e o carnaval
e fui parar no hospital queria ter nascido no oriente
talvez no Japão seria mestre
mas estou no ocidente e aqui sou menos que terrestre
sabe pessoal vou voltar do meu passeio
acho que foi devaneio
ainda acredito no jovem que tudo pode mudar e no futuro que vou deixar
ah!!! Já ia me esquecendo, devo me apresentar
meu nome é idoso do Brasil
cansei deste mundo hostil

 

nos encontraremos em outro de uma pátria mais gentil.
Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de admin

admin

Perfil para publicação de artigos esporádicos e com temas diversos.

Pular para a barra de ferramentas