A Imaturidade Estatal

Imagem: La Mappa dell’ Inferno – Sandro Botticelli [recorte]

Existe um monstro no interior de cada brasileiro. Este ser é maior do que qualquer tipo de figura mitológica.
Poderia aqui expor todas as figuras mais amedrontadoras já criadas na história da literatura mundial e compará-las com essa forma de vida presente dentro de todos nós. Após essa atividade, concluiria que nada é tão colossal.

O mais interessante é que a figura do político (a cada dia que passa) se assemelha a uma criança ao ter o primeiro contato com o fogo: cutuca-o com vara curta. E o curioso é que ele não percebeu ainda o que pode vir a acontecer se esse ser quase lendário se soltar das correntes.

Seja da forma que for, doa a quem doer, no momento em que esse monstro se manifestar realmente, será extremamente similar ao desespero eternizado por Dante Alighieri no trecho do Inferno na Divina Comédia.

Não haverá perdão pelos danos causados durante décadas pelos inúmeros escândalos de corrupção, pelo cinismo e pela falta de caráter dos nossos parlamentares.

Como afirmou Michael Sandel, “quando a corrupção é praticada em larga escala, quando toma conta dos partidos políticos, do mundo dos negócios e da vida cotidiana, é, sim, um sinal de falência moral. É uma incapacidade generalizada de reconhecer e respeitar o direito das outras pessoas com quem dividimos um país.”

Essa “falência” na qual o pensador norte americano relata, está presente nesse exato momento no território nacional. Entretanto, é necessário continuarmos lutando com unhas e dentes pela nossa nação.

Talvez – em um futuro muitíssimo próximo – o brasileiro tire essa aberração das amarras. Tal criatura se alimenta do fogo, da dor e do ódio. Para que ela se desenvolva adequadamente, é preciso uma alimentação diária de noticiários regados de roubos dos cofres públicos. Entretanto, sabe-se que toda paciência tem limite (e na minha opinião a da população, está por um fio). Sendo assim, o medo irá dominar a vida de nossos homens públicos. Os mesmos perceberão que esse ser mitológico possui um único nome: revolta.

Imprimir

Compartilhe:

Foto de perfil de Giovanni Novelli

Giovanni Novelli

Acadêmico de Filosofia pela Universidade Federal do Paraná. Preocupado com as questões éticas, políticas, econômicas e sociais da atualidade.

Pular para a barra de ferramentas